Lindsay.com Menu

Barreira móvel | Como funciona

Faixas gerenciadas

  • Faixas de contra fluxo - Reproduzir vídeo
  • Canteiros centrais móveis - Reproduzir vídeo

 

 Construção

  • Obras no canteiro central - Reproduzir vídeo
  • Obras no acostamento - Reproduzir vídeo

 

Faixas gerenciadas

 

O Sistema de barreira móvel contém dois componentes:

  • Barreira móvel
  • Máquina de transferência de barreira móvel (BTM)

 

As faixas de um metro de comprimento da barreira móvel estão ligadas umas às outras por meio de pinos de aço resistentes em ambas as extremidades, formando uma parede de barreira contínua. O topo em forma de "T" permite que a BTM levante as seções de barreira da faixa de rodagem e as transfira através de um sistema de transporte invertido, movendo a parede da barreira lateralmente através das faixas, de 2,4 metros a 7,3 metros em uma só passagem. A BTM transfere a barreira Reactive Tension System Quickchange Moveable Barrier (RTS-QMB) com velocidades de até 16 km/h. Isso permite que a estrada seja rapidamente reconfigurada para oferecer faixas gerenciadas com a finalidade de reduzir o congestionamento e aumentar a capacidade da autoestrada.

 

Desempenho superior do sistema RTS-QMB em relação à Barreira convencional

  • Contenção de veículos
  • Aprimoramento na deflexão de colisões pela barreira
  • Melhor estabilidade do veículo pós-impacto
  • Trajetória melhor de redirecionamento do veículo

 

(3 barras laterais para vídeos)

Sietema RTS-QMB – Recursos e benefícios

  • Cria faixas gerenciadas por uma fração do custo de uma nova obra
  • Adiciona pistas a pontes, túneis e outros locais de estrangulamento
  • Oferece proteção de barreira positiva para eliminar acidentes em cruzamentos
  • Reutilizáveis em vários projetos
  • A barreira pode ser utilizada para construções

 

Tratamentos finais

O sistema ABSORB 350 é um amortecedor não rediretivo modular, projetado e testado para atender aos rigorosos requisitos da USA National Cooperative Highway Research Program Report 350 nível 2 (70 km/h) e nível 3 (100 km/h). O sistema foi concebido para ser ligado à extremidade do QMB sem a necessidade de ancorar o sistema na superfície da pista. O sistema é movido pelo BTM com a barreira. O sistema oferece aos trabalhadores de manutenção e empreiteiros um método confiável e fácil para proteger as extremidades das barreiras de concreto.